terça-feira, 29 de julho de 2014

ENEM 2014 ; REDAÇÃO #2






Oi gente!

Trouxe para vocês mais uma redação dissertativa-argumentativa. Eu escrevi esta para um trabalho da escola e demorei algum tempo. Mas, acho que não ficou ruim. Não muito. Cada dia que escrevo algum texto melhoro mais um pouco. É tudo uma questão de prática.
Aliás, eu sou péssima em criar títulos. Nunca estou satisfeita com os que faço. Por isso, não liguem para o que coloquei. Realmente não sabia um que iria ficar realmente bom.
E vou dar uma dica para quem quer escrever melhor. Saia do computador. Você vai produzir muito mais escrevendo com uma caneta do que com um teclado.

Tema: A implantação do cartão Vale-Cultura.

Verdadeiros Beneficiários 

Presente em nosso meio desde o princípio do homem, a cultura é um elemento crucial para a formação e desenvolvimento de uma sociedade e de seus indivíduos. Mas, apesar de exercer extrema importância, algumas manifestações culturais ainda estão restritas a uma parte da população.
Visando levar a outra parte da população desprovida do acesso a meios culturais, o governo brasileiro desenvolveu um projeto que prevê a implantação do cartão Vale-Cultura. Nele, trabalhadores com renda mensal de até cinco salários mínimos poderão desfrutar de idas ao cinema, teatros, shows. Além de poderem comprar livros, CDs e DVDs, com o benefício de R$ 50,00 mensais.
Esta iniciativa governamental pretende ampliar o acesso a algo simplório que diversas pessoas não possuem. Estimulando também a compra de peças originais, combatendo a pirataria. Além de incentivar bastante na prática de leitura entre os brasileiros, jovens e adultos.
Porém, o interesse de adquirir o benefício e distribuí-lo aos funcionários, deve partir da empresa. O que implica um ponto negativo no projeto pois, uma parte significativa de trabalhadores - que se encaixam no bloco de pessoas que não têm acesso a manifestações culturais - são autônomos e não possuem carteira assinada e quando possuem, seus respectivos empregos não são em empresas que poderiam aderir o benefício.
Assim, o governo emprega um projeto a população considerado bom, mas que destitui aqueles que mais necessitam obter informações e conhecimento por meio da cultura. Novamente assistimos a sociedade evoluir de um lado e decair de outro. O governo visa benefícios sem analisar quem é o verdadeiro beneficiário. 
Existem soluções para este inconveniente. Entretanto, se a população não enxergar isto nada será mudado. Novos projetos culturais podem ser elaborados e distribuídos para aqueles que realmente necessitam. De uma forma ampla e justa, levando a população carente o que o cartão Vale-Cultura proporciona. 
Basta somente estes mesmo que necessitam, lutarem por aquilo que é seu de direito.

***

O que acharam? Me digam nos comentários!
Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário