sexta-feira, 8 de novembro de 2013

The Girl In The Mirror [...]

Devo começar me apresentando? 
Sim, seria falta de educação se eu não o fizesse.
Meu nome é Daniela e é um prazer conhecer você.

É comum receber a resposta "não sei" quando a pergunta é quem é você. 
Eu realmente não sei quem eu sou, me olho no espelho e não sei decifrar a garota que vejo. 
A personalidade dela é inconstante, os sentimentos são intensos e o humor, bem, ele é sempre mais inconstante que a personalidade.
Ela se sente diferente e deslocada, mas na verdade, a garota no espelho é igual a milhares de garotas que também se sentem diferentes e deslocadas.
Infelizmente ela é anti-social, não sabe fazer amigos e muito menos conservar os poucos que tem.
Ela é sozinha, as vezes solitária, as vezes vazia.
Ainda existem pessoas que são consideradas amigas por ela, mas são poucos esses, felizmente são verdadeiros. 
Ela já viu várias pessoas entrarem em sua vida rapidamente e saírem com a mesma rapidez. Então chegou um tempo que a garota no espelho simplesmente se acostumou com esse vai e vem constante, mas ela ainda não se acostumou com a tristeza e a dor da partida. Porque a dor é sempre em intensidades diferentes de acordo com a importância que essa pessoa teve em sua pequena parada na vida da garota.
Dizem que ela é séria e sistemática, mas a verdade é que ela não passa de alguém tímida e medrosa. 
Diariamente a garota do espelho perde oportunidades, pois ela deixa o medo falar mais alto do que seu verdadeiro desejo, mas isto está mudado muito lentamente. Ela pensa que é a idade amadurecendo-a, e talvez seja.
Ou talvez seja só a solidão superando o medo.
O que ela sabe é que ninguém nasceu para ser ou se sentir sozinho, mas só pensar assim não é suficiente para aplacar a solidão quando esta chega.
Arrependimento para a garota é o sentimento mais intenso e esmagador que alguém pode sentir, e ela sente, e vai continuar sentindo até que um dia supere e siga em frente.
Enquanto o dia de superar não vem, ela o aguarda ansiosamente pois, já faz algum tempo que esse sentimento a vem torturando.
A garota no espelho pensa que pode concertar tudo, desde um vaso quebrado até um coração partido. E mesmo sabendo o quando isto é idiota e quase sempre desnecessário, lá continua ela com esperança de que talvez um dia concerte tudo.
Quando sonha, ela flutua em expectativas e possibilidades e é isso que a move no dia-a-dia, pois ela quer ter e proporcionar a sua família uma vida melhor.
Ela nunca entendeu a si mesma e dúvida que alguém a entenda, por isso odeia quando dizem o contrario.
A garota no espelho quer desesperadamente que as pessoas gostem dela, mas ela nunca irá admitir este fato, é constrangedor ela pensa.
A garota no espelho sou eu. E mesmo depois de me descrever, ainda não sei quem eu sou. Mas por favor não diga que sabe, porque amanhã posso mudar e você não irá mais me reconhecer. 
É melhor assim, pois eu e a garota do espelho estamos cansadas de decepcionar pessoas.


Por: Daniela Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário