quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Texto : O tempo de um abraço
















Um abraço não é só um abraço, ele é também lembranças e sentimentos nos envolvendo como os braços da pessoa que nos abraça.
Me dei conta desta definição de abraço enquanto caminhava de volta para casa presa em minha própria bolha de música e pensamentos.
Alguém sorri para mim. Poft! Minha bolha explode e percebo o mundo ao meu redor.
"Jessica!" - Exclamo com os olhos arregalados.
Quem eu menos esperava me abraçava. Fechei os olhos.
Durou apenas dois segundos. Passaram-se então vários abraços em minha mente, todos aqueles em que fechei os olhos e viajei. Durou mais tempo para mim.
Eu ficaria ali só pelo prazer de sentir lembranças já esquecidas. O momento passou e ela nem imagina o que isso causou em mim.
Seguimos então caminhos opostos e minha bolha se formou novamente, meus pensamentos vagando pelo mistério que é abraçar uma pessoa e os sentimentos que este gesto pequeno nos proporciona, vai de alívio e felicidade até tristeza e raiva.
Segui sorrindo, imaginando que se as pessoas se abraçassem mais e sem nenhum tipo de hipocrisia, haveria mais sorrisos no mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário